Hora de preparar as malas

Finalmente você consegue “convencer” os seus pais de que ir para o Canadá é melhor do que cursar medicina e ficar rico. Digo… “Convencer” entre parenteses, porque eles certamente ficaram cansados do seu constante: “Eu preciso ir pro Canadá, deixa vai…”.

Enquanto você consegue um intervalo entre as loucuras de ter de pagar uma cascata de boletos, é a mala que reina em suas precupações. Mais especificamente o que levar dentro dela. Vou contar a minha experiência com isso. Então pega um balde de pipoca e senta em algo bem confortável, porque lá vem a história…

Primeiro eu pesquisei as médias de temperatura que fariam nos meses que passaria aqui em Vancouver, CA. Recomendo você que já está ou vai passar por este estágio ( arrumando as malas ) que faça o mesmo. O Canadá fica em uma região temperada, e diferente do Brasil que faz 30 graus praticamente em todos os dias de nossas vidas, aqui as coisas são diferentes. Existe sim, verão, inverno, outono e primeira. E as temperaturas variam de acordo com os meses e o horário do dia. Depende também do lugar em que você irá morar. Toronto é uma cidade super fria, já Vancouver, apesar de ter alguns dias de sol durante o verão e primavera, chove igual cidades com praia. Os canadenses adoram chamá-la de Raincouver por esse motivo.

Mas voltando… Fiz aquela típica pesquisa no Google e ele indicava que verão seria a época predominante nos meses que estaria e estou passando aqui. Uma média de 12 a 25 graus apontava. E eu, um ser humano cético, ansioso e inexperiente, obviamente não acreditei nas palavras do senhor Google. Verão… “Por mais que a palavra remeta a calor, você não me engana… Eu vou congelar até os fios de cabelo lá, isso sim!” E dito isso, comecei a tacar ( delicadamente e ordenamente, se não a minha mãe me matava) roupas e mais roupas de frio dentro da mala. Meias calças grossas, meias que vão até o joelho, toucas, luvas, agasalhos para chuva e também para o frio ( melhor coisa que fiz na vida foi comprar uma dessas blusas de frio impermeáveis) e algumas meias blusas…? ( São iguais meias calças só que você põe na parte de cima do corpo) e eu não faço ideia do nome.

Se eu pudesse eu agradeceria a Rafa do passado por ser cética e não te acreditado nas palavras da internet. Sim, existem dias que uma blusa de frio resolve e consegue te manter aquecido. Mas há lugares em Vancouver, como as praias, florestas e parques que fazem os seus pelinhos da nuca arrepiarem e os seus dentes baterem. Como todo estudante, acordar cedo é rotina, e aquela blusa de frio extra sempre é bem vinda as 6 ou 7 da manhã. Mas também não deixe de colocar algumas camisetas e camisas mais frescas, dentro dos estabelecimentos, como escolas, restaurantes e bares, geralmente há aquecedores e você não vai querer ficar suando em cima do seu precioso bubble tea ou torta de maçã. E por fim, não se esqueça de comprar uma mochila impermeável. A minha está sendo a uma real protetora dos meus currículos contra as chuvas aleatórias de Vancouver. Nada que subir em cima da mala e chamar toda família para fechar o zíper não resolva.