Vancouver… Um sonho muito real

Desde que esse ser humano aqui, que vos os escreve, tomou conhecimento de que existem outros países além desse gigantesco Brasil… um sonho germinou no fundo de seu peito.

Para a infelicidade dedseus pais, Brasil se tornou uma moradia temporária e Canadá o seu destino final.

O sentimento cresce, você começa a falar sobre isso com os familiares, amigos. Pesquisa imagens na internet. Se apaixona pelas florestas, parques, lagos, casas sem muros e um verão que não te transforme em uma poça de suor, como você bem conhece.

Você fica mais velho, o sentimento no peito cresce junto com o todo o resto do seu corpo. Você descobre que nada acontece sem o famoso “dim dim”, “money”. Você estrala os dedos na frente do computador e começa a buscar por escolas, colégios e faculdades no exterior. O primeiro fato que os seus olhos capturam é como que alguns sites de institutos educacionais canadenses, ou até mesmo dos Estados Unidos, são mal feitos e confusos. Não estou brincando, eles precisam urgente de contratar web designers. Entretanto, caso você tenha a proeza de encontrar a página onde estão dispostos os preços do seu almejado curso, são os altos valores das mensalidades que capturam o seu olhar já cheio de lágrimas. Você começa a transformar os valores em reais, e tudo fica muitoooooo real.

Eu digo: não é fácil para alguns. Não é simplesmente fechar os olhos, bater três vezes os cacanhares e você estará vivendo o seu sonho. Ele exige planejamento de meses, muitos e muitos deles. Ele requer mudanças, economias, suor, stress, esforço. Mas acredite em mim quando eu digo que tudo isso vale a pena. Que aquela garotinha, quando descobriu que o seu sonho estava a milhares de quilômetros, ela estava fazendo a melhor escolha que poderia ter feito. Ela tinha escolhido viver um sonho muito real.

E eu te convido a viajar comigo nesse voo turbulento, porém de paisagens inesquecíveis. Então pegue o seu óculos de leitura, e faça as suas malas. Embarque nesse jornada! Nos vemos no próximo texto!!… ou quem sabe nas ruas de Vancouver.